A BREVIDADE DAS COISAS QUE ACHAMOS IMPORTANTES

image

' Os teus mandamentos permanecem firmes e fiéis; a santidade, Senhor, é o ornamento perpétuo da tua casa. '

( Salmos 93:5 )

Quero iniciar a meditação de hoje com o pensamento da transitoriedade da vida, ou seja, da limitação do tempo de cada coisa que muitas vezes achamos tão importantes e tão duradouras, mas, que daqui há pouco se acaba.

É normal e saudável buscarmos ter coisas. Afinal, estamos neste mundo e as coisas fazem parte da vida. Mas o problema é dar mais valor ao que perece do que aquilo que permanece.

Se avaliarmos com simplicidade, a maioria das coisas materiais que perseguimos são temporárias. Sua utilidade dura somente alguns meses ou, no máximo, alguns anos. Até mesmo as nossas vidas e as vidas dos nossos amados, são curtas. E como Jesus disse no Sermão do Monte, não podemos acrescentar nada, nem sequer um tempinho a mais.

Mas existe um contraponto à nossa temporariedade: Deus e tudo o que se refere a Ele é eterno.

Dentre todas as qualidades que o define, existe uma que o salmista nos chama a atenção: a SANTIDADE. A Bíblia diz que 'Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus Todo Poderoso!', e suas exigências para nossa santidade são eternas. Ele deseja que sejamos como Ele, porque é a única forma de vivermos em perfeita comunhão.

Meu irmão e minha irmã, ao construir nossas vidas, vamos fazê-lo num alicerce seguro: A vontade de Deus e um compromisso de compartilhar da Sua santidade. Amém?

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo WhatsApp? Cadastre-se aqui!