FRUTO OU FOLHAS: O QUE TEMOS A MOSTRAR?

image

' No dia seguinte, quando estavam saindo de Betânia, Jesus teve fome. Vendo à distância uma figueira com folhas, foi ver se encontraria nela algum fruto. Aproximando-se dela, nada encontrou, a não ser folhas, porque não era tempo de figos. Então lhe disse: 'Ninguém mais coma de seu fruto'. E os seus discípulos ouviram-no dizer isso. '

( Marcos 11:12-14 )

Provavelmente todos nós ao nos depararmos com este texto, ficamos perplexos, porque este não é o comportamento normal de Jesus. Jesus faz milagres para benção e não para maldição. Jesus faz milagres para vida e não para morte. Então, como entender este episódio?

O fato do texto dizer que 'não era tempo de figos' aumenta ainda mais nossa perplexidade. Realmente é difícil de entender. Mas não podemos nos esquecer que Jesus gostava de ensinar com elementos do cotidiano, para assim ilustrar verdades espirituais. Apesar desta cena ter sido real, podemos concluir que aquela experiência seria transformada em uma parábola vivida por Jesus e seus discípulos.

Vejamos: O texto diz que Jesus, ao aproximar-se da figueira, nada encontrou a não ser folhas. Não havia fruto. Só folhas.

Nos dias de Jesus, no templo havia muita 'folhagem', ou seja, muita atividade 'religiosa', mas, não havia o fruto que Deus desejava encontrar: Santidade e amor a Deus. Os líderes religiosos, ao invés de reconhecerem e adorarem ao Filho de Deus, por ciúmes decidiram matá-lo.

Mas esta atitude não se restringia apenas aos líderes religiosos, aos escribas ou aos fariseus e saduceus. O povo também vivia uma vida religiosa de fachada.

A parábola vivida da figueira ilustra que Deus não quer encontrar no seu povo apenas folhagem. Ele espera encontrar frutos. Prova é que a Bíblia fala que um dia, quando menos se espera, haverá um julgamento, e cada um vai mostrar o fruto de sua vida.

Naqueles dias, Jerusalém, como a figueira, estava prestes a ser condenada pela sua falta de fruto.

Meu irmão e minha irmã, será que, com tudo o que Deus nos tem dado (Seu Filho, as Escrituras, o Espírito Santo), nós que somos a Igreja deste tempo presente, estamos produzindo o fruto para o qual fomos criados? Se Deus vier nos visitar agora, o que vai encontrar? Frutos ou só folhagem?

Que neste dia venhamos a refletir seriamente sobre tudo isso. Amém?

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo WhatsApp? Cadastre-se aqui!