QUEM É COMO O SENHOR NOSSO DEUS?

image

'Quem é como o SENHOR nosso Deus, que habita nas alturas? O qual se inclina, para ver o que está nos céus e na terra! Levanta o pobre do pó, e do monturo levanta o necessitado, Para o fazer assentar com os príncipes, mesmo com os príncipes do seu povo. Faz com que a mulher estéril habite em casa, e seja alegre mãe de filhos. Louvai ao SENHOR.'

( Salmos 113: 5-9 )

 

O texto que escolhemos para nossa meditação de hoje, começa com uma grande declaração: QUEM É COMO O SENHOR NOSSO DEUS? Esta pergunta é o resultado de uma grande experiência ou de um grande livramento.

Muitas vezes o que nos ocorre é vivermos um tempo de lutas, de crises, de desespero, e quando isso ocorre, geralmente nos sentimos sozinhos e abandonados, até mesmo por Deus. Nossa fala é de desesperança e nossa alma se abate com tantas tristezas. Quando muito, surge aqui e ali, um suspiro por Deus, um pequeno gemido de socorro, pedindo a Deus que nos ajude, em meio a tanto sofrimento.

Às vezes, quando começamos a perceber o agir de Deus, seu socorro e livramento, nos sentimos mais alegres e animados a crer, e nossa fala muda de direção. Já começamos a declarar coisas boas e de como Deus é bom.

Neste caso, o salmista começa comparando o Deus Criador, também chamado de Jeová e de Adonai, com os deuses de outras nações, e simplesmente chega à conclusão: Não há outro igual. Por isso ele diz: Quem é como o SENHOR nosso Deus, que habita nas alturas?.

Este Deus, se inclina para ver o acontece aqui na Terra. Ele ouve as orações e faz grandes proezas. Entre tantas coisas, o salmista cita: Ele levanta do pó o pobre. E sabe por que o pobre está no pó? A sua situação foi tão grave, que ele perdeu tudo, e em algumas situações até mesmo sua dignidade. Não ha outro lugar para ele ficar, além do pó. Mas mesmo dali, Deus o levanta, o restaura e lhe dá outra oportunidade para se refazer na vida. Restitui-lhe o que havia se perdido e lhe dá nova honra. E este agir de Deus é tão tremendo, que este pobre, tão humilhado entre seus conhecidos e parentes, Deus lhe faz assentar entre os príncipes de sua cidade.

Ah! Isso é pouco? Naquela época não havia castigo pior para uma mulher do que ser estéril. A esterilidade era considerada como uma maldição de Deus. Uma mulher nesta situação, era desprezada e humilhada pela sociedade. E não havia nada que ela pudesse fazer para conseguir ser respeitada e honrada. Não importava se pertencia a alguma família importante ou se tivesse muitas riquezas. Para todos ela era uma mulher amaldiçoada. Mas mesmo esta mulher tão rejeitada, desprezada e humilhada, Deus a torna mãe de filhos. E isto só poderia ocorrer por uma grande intervenção de Deus. Um milagre dos grandes.

É por estas razões que o salmista diz que não ha outro Deus igual.

Sabe, meu irmão e minha irmã, quero dizer que se você está vivendo um momento de extrema dificuldade, clame ao Senhor, pois Ele se inclinará e ouvirá tua oração. Só Ele sabe como restaurar a tua vida e te dar a devida honra no meio daqueles que, pela razão que for, te humilhou, te desprezou ou te rejeitou.

Louve ao Senhor, porque ELE É DEUS TREMENDO E NÃO HÁ OUTRO IGUAL. Amém?

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo Whatsaap? Cadastre-se aqui!