Ó, DEUS, VOLTA-TE PARA NÓS!

image

'Ó DEUS, tu nos rejeitaste, tu nos espalhaste, tu te indignaste; oh, volta-te para nós. Abalaste a terra, e a fendeste; sara as suas fendas, pois ela treme. Fizeste ver ao teu povo coisas árduas; fizeste-nos beber o vinho do atordoamento. Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem. Em Deus faremos proezas; porque ele é que pisará os nossos inimigos.'

( Salmos 60: 1-3 e 11-12 )

 

Este salmo começa com uma declaração forte, que na verdade, é a declaração de todos nós, em um ou outro momento da vida: "Ó Deus, tu nos rejeitaste". Você já disse isso alguma vez na vida? Mesmo que você não tenha dito, mas alguma vez pensou isso? Alguma vez foi este o teu sentimento? De que você estava 'abandonado ou rejeitado por Deus? Confesso que já passei por esta estrada. E não é uma caminhada nada boa.

 Quando os sofrimentos da vida são grandes demais e achamos que não vamos suportar, invariavelmente sentimos, pensamos ou falamos, que estamos sendo rejeitados ou abandonados por Deus.

Parece que não há palavras dos amigos, consolo ou atitudes destes que possam amenizar a dor da rejeição ou do abandono que sentimos em relação a Deus. Muitas vezes pior do que ser rejeitado por um amigo (a), namorado (a), esposo (a) ou alguém da família (irmãos, pai ou mãe), é este sentimento de ser rejeitado por Deus.

Sentimos como se estivéssemos sozinhos, carregando um peso enorme, acima da nossa capacidade de suportar. Não é mesmo?

Senti isso algumas vezes na vida. Geralmente ocorreu logo após uma grande perda, ou tremenda frustração com pessoas importantes e quando por negócios mal feitos, passei por terríveis privações e necessidades. Como foi difícil viver aqueles momentos. Como dizem: A mente não para.  Turbilhões de pensamentos negativos pareciam querer esmagar minha cabeça. Não havia luz no fim do túnel. Talvez nem estivesse num túnel. Era mais provável que estivesse num buraco e bem fundo. A esperança havia ido embora e me restava apenas o desespero e aguardar a morte chegar. Foi isso o que vivi algumas vezes na minha jornada.

Mas graças a Deus que a realidade é bem diferente daquilo que vemos ou sentimos. Sabe o que Deus disse a Josué quando estava vivendo uma das maiores crises de sua vida? "Não te deixarei nem te desampararei." (Josué 1:5). Estes entre tantos outros, mostra que apesar de nossas crises, desesperanças, de nossas atitudes e palavras grosseiras até mesmo contra Deus, por causa de nossos sentimentos, Ele continua cuidando de nós.

A segunda parte do salmo que tirei para esta meditação de hoje, é um clamor a Deus, um pedido de socorro:  "Dá-nos auxílio na angústia, porque vão é o socorro do homem". E como é vão o socorro do homem. As pessoas às vezes querem nos ajudar, mas não sabem como. Tem momentos que mais atrapalham do que ajudam. Toda boa intenção se transforma em mais angustia.

Aí vem o final do salmo, com uma linda declaração:  "Em Deus faremos proezas; porque Ele é que pisará os nossos inimigos" . Sim, EM DEUS FAREMOS PROEZAS. É uma declaração de quem está começando a se encher de esperança e fé.

Sabe meu irmão e minha irmã, SEM FÉ É IMPOSSÍVEL alcançarmos vitória. Não basta uma fé simples (apesar de tudo começar por ela) ou de uma declaração positiva de que tudo vai dar certo. Precisamos de uma fé espiritual, na PALAVRA DE DEUS. Precisamos ler e ter certeza do que ela diz, e crermos ser este o caminho. Da mesma forma que o advogado precisa conhecer as leis e apresentar seu pedido diante do juiz, com base nos 'escritos da lei dos homens', nós temos que apresentar nossos pedidos (oração) com base nos 'escritos da lei de Deus'. Aí sim, vamos ter vitória.

É fácil? Não, não é. Mas é o caminho.

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo Whatsaap? Cadastre-se aqui!