OFEREÇA A DEUS SACRIFÍCIO DE LOUVOR

image

'Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos. E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.'

( Salmos 50:14-15 )

 

O texto acima faz duas grandes declarações. A primeira, desafia o leitor a que ofereça a Deus SACRIFÍCIO DE LOUVOR e que PAGUE OS VOTOS.

Vamos meditar um pouco nisso. SACRIFÍCIO DE LOUVOR.  Quantas pessoas aprenderam que precisam oferecer sacrifícios a Deus, para obter alguma graça ou benção!   No decorrer da história, temos visto em diversas culturas o oferecimento de sacrifícios de animais a Deus (ou a alguma divindade, conforme a cultura e época).

A Bíblia, No Antigo Testamento, fala também do sacrifício de animais, mas aprendemos que aquilo foi uma lição para o povo de Israel entender que o derramamento do sangue de um animal nunca resolveria o problema do pecado do homem. Por outro lado serviu de uma preparação para o sacrifício do Cordeiro de Deus, Jesus, que tira o pecado do mundo (João 1:29). E a partir do sacrifício de Jesus na cruz, não há mais a necessidade da oferta de um animal. Entra o elemento fé na pessoa de Jesus. A fé antes de Jesus era de que, ao ofertar um animal em sacrifício como expiação do pecado cometido, a pessoa era perdoada. A partir de Jesus, o perdão do pecado ocorre quando a pessoa tem fé que o sacrifício de Jesus foi suficiente para a expiação do pecado. Seja como for, o ponto chave é a FÉ NA PALAVRA DE DEUS.

Mas mesmo no Antigo Testamento, Deus já dizia que Ele queria sacrifícios de louvor e não de animais. O louvor é um ato de Ação de Graças, através de palavras, de gratidão e muitas vezes através de cânticos. Geralmente quando estamos alegres, cantamos. Se temos motivos para estarmos alegres com Deus, nada melhor do que cantar a Ele a nossa alegria. Isto é sacrifício de louvor.

Mas no mesmo versículo, fala-se de pagar os votos. Ah! Quantas pessoas quando estão desesperadas, prometem tudo e logo que vê seu problema resolvido, se esquece das promessas que fez. Isso se refere a promessas ou votos, feitos a Deus, como as promessas feitas para outras pessoas e a si mesmo. No caso, o salmista pede que as pessoas cumpram com seus votos a Deus. Geralmente as pessoas prometem melhorar o comportamento, ir mais à igreja, parar de mentir, não beber mais e coisas assim. Então, se fez um voto a Deus... é melhor cumprir. Por que ?

Aí vem a segunda parte do texto:  E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.

Ah! O dia da angústia. Parece que este dia sempre aparece na vida de todos nós. Não tem como fugir dele. Mas a promessa de Deus é que, quando este dia chegar, você poderá invocar a Ele e Ele te livrará. Oh! Aleluias. Mas para que tenhamos o direito deste 'livramento' é necessário que tenhamos uma vida de sacrifícios de louvor e cumprirmos com nossas promessas. Ou seja, termos em nossos lábios sempre palavras ou hinos de gratidão a Deus e atitudes condizente com nosso compromisso com Ele. Se assim agirmos, com certeza, quando o dia da angústia bater em nossa porta, iremos invocar ao Senhor e Ele nos livrará.

E o que diz a última parte do versículo ? 'e tu me glorificarás'. Após o livramento de Deus, estaremos tão felizes que o glorificaremos, ou seja, iremos dizer para todo mundo como Deus é bom, pois nos livrou no dia da angústia. Nosso coração vai estar tão alegre e agradecido que iremos oferecer sacrifícios de louvor e com toda a alegria, pagaremos nossos votos e tudo continua.

Aí sim, vamos compreender perfeitamente quando no Salmos 91:7 diz que 'mil cairão ao teu lado dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido'. Isto é tremendo. Compreender a Palavra de Deus e vivê-la, só nos trás experiências grandiosas e gratificantes. Vamos fazer isso a partir de hoje ?

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo Whatsaap? Cadastre-se aqui!