POR QUE TEMEREI EU NOS DIAS MAUS?

image

'OUVI isto, vós todos os povos; inclinai os ouvidos, todos os moradores do mundo, tanto baixos como altos, tanto ricos como pobres. A minha boca falará de sabedoria, e a meditação do meu coração será de entendimento. Inclinarei os meus ouvidos a uma parábola; declararei o meu enigma na harpa. Por que temerei eu nos dias maus, quando me cercar a iniquidade dos que me armam ciladas?'

( Salmos 49:1-5 )

 

Achei muito interessante quando li este Salmo. O autor, após fazer uma avaliação da vida em volta de si, pega sua harpa, chama as pessoas, e começa a cantar. Uma cena bem parecida com aqueles repentistas, que do nada, começam a cantarolar, contando situações do dia a dia, ou das pessoas que estão ali, em forma de versos e rimas.

No entanto, o salmista, fala de si e daqueles poderosos que ele temia. Pessoas importantes e influentes, que por alguma razão, não gostavam dele e faziam de tudo para acabar com sua vida, com sua carreira ou reputação.

Obviamente que por um tempo ele temeu o que lhe sobreviria. Mas de repente, pensando mais alto, pensando no agir de Deus, que vê todas as coisas, que vê a injustiça dos homens e não fica impassível diante disso, o salmista se encheu de alegria e fé. Ele pode contemplar que outras pessoas, como ele, sofriam do mesmo pânico, por isso, resolveu tirar do armário a sua harpa, foi para as ruas, e começou a cantarolar.

No decorrer do Salmos 49, ele conta como é a vida daqueles que SE ACHAM. Pessoas que, porque tem riquezas, posição social elevada, reconhecimento público, pensam que podem tudo e por isso, quando não gostam de alguém, fazem de tudo para destruí-la.

Nós vivemos isso. Todos nós em algum momento da vida, encontramos alguém que não foi com a nossa cara. Geralmente a primeira experiência deste tipo é na escola. Sempre tem um valentão ou valentona que não gostou de nós, por razões que as vezes, nunca descobrimos, mas, durante tempos, sofremos nas mãos destas pessoas. Os outros? Ah! Os outros... sempre ficam de fora destas coisas. Geralmente sofremos sozinhos. Parece que não adianta reclamar. Ninguém nos ouve, por isso, nos sobra apenas o sofrimento.

No decorrer da vida, passamos por outras situações assim. Quem não já sofreu perseguição em um emprego novo, só porque alguém achou que éramos algum tipo de ameaça ou concorrência?

O salmista resolve confortar todos que sofrem ou sofreram tais medos. Diz que Deus está vendo tudo e o fim daqueles que são maus, é triste, mas aqueles que se portaram como verdadeiros justos nesta terra, como filhos de Deus, estes serão guardados pelo SENHOR.

Sabe meu irmão e minha irmã, se você está vivendo isto hoje, eu te digo, não tema. Confie no SENHOR. Declare a Ele as tuas angústias e temores, e confie que o SENHOR lhe guardará de todo mal. Confiar é ter certeza de que Deus não lhe falhará.

Quero te desafiar a que você faça igual ao salmista. Você não precisa pegar o seu violão, guitarra, gaita ou qualquer outro instrumento e ir na primeira praça para cantarolar. Não, nada disso. Te desafio apenas a compartilhar este texto com algumas pessoas que estão próximas de você, pois talvez elas estejam igualmente temerosas por alguma situação difícil de se resolver, mas se ela confiar no SENHOR, o seu dia mudará. Vamos fazer isso hoje? Vamos salvar a vida de alguém hoje?

Tenha um dia abençoado e até a próxima.

 

.

 

 

 

Devanir Caetano da Silva

Pastor da Igreja Restauração em Cristo

Quer receber nossas meditações diariamente pelo WhatsApp? Cadastre-se aqui!